<i>NYT</i> critica Lula e ´oligarquia´ por desmatamento

O diário norte-americano The New York Times dedica um de seus editoriais nesta terça-feira à ameaça do desmatamento na Amazônia.O texto, intitulado "Amazônia sob risco", argumenta que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "precisa convencer a si mesmo e à oligarquia agrícola de seu país de que a floresta tropical não é uma commodity para ser explorada para o benefício privado".O jornal relata os últimos dados de desmatamento - no ano passado, foi registrado na Amazônia o segundo maior índice da história - e observa que um dos principais problemas é o cultivo da soja, facilitado pelo governador do Mato Grosso e "rei da soja", Blairo Maggi."Há pessoas no governo brasileiro, em particular a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, que acreditam haver melhores formas de ajudar a economia brasileira que transformar uma valiosa floresta tropical em ração para gado, o que é basicamente o que Maggi vem fazendo", afirma o NYT."Mas eles precisam de ajuda - de agências multilaterais de empréstimo, que devem condicionar futuros investimentos a práticas ambientais corretas. E de organizações ambientalistas, que precisam manter a pressão pública."O diário afirma que o governo brasileiro vem tentando criar reservas, áreas de preservação e reduzir subsídios aos fazendeiros que desmatam.Apesar disso, completa, "a Amazônia parece ainda amplamente imune à lei, especialmente num país em que não há nem de perto polícia suficiente para fazer valer as regras, onde crescimento econômico parece estar acima de tudo e onde políticos locais poderosos tendem a ter mais influência que o governo nacional".

Agencia Estado,

31 de maio de 2005 | 10h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.