ISS é evacuada por risco de impacto com resíduos

Nasa informou que a aproximação foi detectada tarde demais para coordenar uma manobra de evasão

Efe e Reuters,

12 de março de 2009 | 15h38

Os tripulantes da Estação Espacial Internacional (ISS) se refugiaram nesta quinta-feira, 12, na nave Soyuz diante da possibilidade de uma colisão com os restos de um motor. Os tripulantes da ISS entraram na cápsula russa - que permanece atracada ao posto orbital como nave de retirada de emergência - e fecharam as comportas diante da possibilidade de que os fragmentos atingissem a estação espacial. Segundo a CNN, essa foi a primeira vez que uma ameaça levou a uma evacuação.   Veja também:  Comandante da ISS lamenta atraso no lançamento da Discovery   Segundo a Nasa, o fechamento das comportas forneceu mais proteção aos tripulantes, e permitiria que partissem rapidamente da ISS no "caso pouco provável" de que os resíduos atingissem a estação e causassem uma perda de pressão.   A Nasa informou que a aproximação foi detectada tarde demais para coordenar uma manobra de evasão. A ISS, um projeto de US$ 100 bilhões, orbita a 385 quilômetros da Terra e a mais de 27 mil km/h.   O detrito, que passou muito perto da estação, era um velho motor que provavelmente foi em algum momento parte da estação espacial, disse a porta-voz da Nasa, Laura Rochon.   O Comando Espacial Russo informou que os detritos não causaram problemas para a tripulação, que já está fora de perigo e voltou para a ISS. Durante a permanência dos astronautas na Soyuz, a ISS ficou em configuração de operação automática, incluindo o fechamento de várias comportas internas.   Ampliada às 16h21

Tudo o que sabemos sobre:
ISSespaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.