AP/Divulgação/Kyodo News
AP/Divulgação/Kyodo News

Japão lança foguete para a Estação Espacial Internacional

Missão não tripulada leva mantimentos para a Estação Espacial Internacional

Eric Talmadge, Associated Pres

22 Janeiro 2011 | 09h07

Um foguete espacial japonês carregando suprimentos para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) decolou com sucesso do campo de lançamento em uma remota ilha neste sábado, 22. A missão tem como objetivo cobrir o buraco deixado pelo fim do programa de ônibus espaciais da Nasa, a agência espacial norte-americana.

 

O foguete não tripulado carrega cerca de seis toneladas de comida, água, roupas e material para realizar experiências aos astronautas em órbita na estação espacial. A ISS é um projeto internacional que envolve 15 países. O foguete também levava suprimentos da Nasa.

 

Depois de aportar na estação espacial, descarregando o material e levando de volta resíduos de lixo, o veículo de transporte do foguete, chamado de Kounotori2, será desacoplado e queimado ao reentrar na atmosfera terrestre. Kounotori significa "cegonha branca" em japonês.

As pessoas no centro de controle da ilha de Tanegashima aplaudiram quando as autoridades anunciaram que a fase de lançamento havia sido um sucesso. O monitoramento do foguete foi então transferido para o centro de controle em Guam, à medida que o veículo se distanciava rapidamente do Japão.

 

O Kountoni2 deve alcançar a Estação Espacial Internacional em 27 de janeiro.

 

A agência espacial japonesa, JAXA, espera que o projeto ajude o país a ganhar experiência para outras missões de travessias com baixo custo como essa, o que também ajudaria o Japão a lançar missões tripuladas próprias no futuro.

 

Missões de transporte de mantimentos para a ISS se tornaram mais importantes neste momento em que os Estados Unidos diminuíram sua capacidade de envio de suprimentos.

 

Desde 2009, a estação tem sido operada por seis astronautas, mas mantê-los alimentados e abastecidos se tornou um desafico maior desde que os ônibus espaciais norte-americanos foram aposentados.

 

A Nasa vem estudando parcerias com empresas privadas para lançar missões de transporte de mantimentos no futuro.

 

Autoridades da JAXA disseram que estudam a possibilidade de reconfigurar o veículo Kounotori - que tem o tamanho de um ônibus grande de passageiros - para missões tripuladas.

 

O programa espacial japonês ainda não lançou missões tripuladas. O Japão tem um módulo anexado à Estação Espacial Internacional que pode ser usado por astronautas, mas eles têm sido levados até lá por missões dos Estados Unidos. Um foguete espacial russo (Soyuz) deve levar o próximo astronauta japonês à ISS em maio.

 

A primeira missão japonesa de transporte de carga para a estação foi realizada em 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.