Japão lança satélite que estudará gases do efeito estufa

O foguete H-2A foi lançado com o Ibuki e outros sete pequenos satélites a bordo

Efe ,

23 de janeiro de 2009 | 07h25

Um foguete japonês foi lançado nesta sexta-feira, 23, do centro espacial de Tanegashima, no sul do país, com o satélite Ibuki, o primeiro desse tipo a estudar do espaço os gases causadores do efeito estufa, informou a agência de notícias Kyodo. Veja também: Japão recebe pedido para lançamento comercial de satélite O foguete H-2A, fabricado pela Mitsubishi Heavy Industries, foi lançado no início da madrugada (Brasília) com o Ibuki e outros sete pequenos satélites a bordo. Segundo a Jaxa (agência espacial japonesa) o Ibuki se encarregará durante cinco anos de estudar a concentração na atmosfera da terra dos gases causadores do efeito estufa. O satélite, segundo a Jaxa e a Mitsubishi, poderá desempenhar um papel importante na luta contra o aquecimento global, pois será o primeiro desse tipo a estudar esses gases dessa forma. O Ibuki, que teve seu lançamento adiado há dois dias devido ao mau tempo, orbitará a Terra a uma altura de 666 quilômetros, de onde obterá dados a cada três dias sobre as concentrações de dióxido de carbono e metano em 56 mil pontos da terra ao longo de cinco anos.

Tudo o que sabemos sobre:
satéliteJapãociênciaespaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.