Japão lança telescópio de raios X

O Japão lançou um telescópio de raios Xpara observar buracos negros e galáxias, informou a Agência deProspecção Aeroespacial do Japão (Jaxa). Na quarta-feira, porcausa do mau tempo, o lançamento havia sido cancelado pelasegunda vez. A decolagem do foguete M-5 ocorreu no Centro Espacial deUchinoura, na província de Kagoshima, às 12h30 (0h30 deBrasília). O êxito do lançamento será confirmado dentro de trêsdias, quando o observatório entrar em órbita a 570 quilômetros dealtura. Está previsto que o satélite, que pesa 1,7 tonelada e estáequipado com cinco telescópios de raios X, comece a operar ummês depois, após uma série de ajustes técnicos, segundo aagência aeroespacial nipônica.Em fevereiro de 2000, o primeiro lançamento fracassou depoisque o foguete, então um M-4, não conseguiu alcançar a altitudedesejada. A falha do lançamento provocou perdas astronômicas, jáque só o satélite Astro-E tinha custado aproximadamente US$ 107milhões.Seu substituto, o Astro-E2, cujo lançamento foi adiado nasemana passada, deverá compartilhar informações com outrossatélites europeus e americanos do mesmo tipo para realizar suaspesquisas.Enquanto isso, o ônibus espacial Discovery tinha sinal verdeontem da Nasa para decolar na quarta-feira - o primeiro vôotripulado da agência espacial americana desde o acidente com oColumbia, mais de dois anos atrás. "O Discovery está emexcelente forma para o lançamento de quarta-feira", disse odiretor de teste da Nasa, Jeff Spaulding.Segundo meteorologistas, há 70% de chance de tempo bom para olançamento. Além das condições sobre o Cabo Canaveral, é precisoque haja tempo livre sobre pelo menos uma das três pistas depouso - na Flórida, Califórnia e Novo México -, além de umapista do outro lado do Atlântico, caso o ônibus espacial nãoconsiga entrar em órbita.

Agencia Estado,

10 de julho de 2005 | 20h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.