Japão sacrifica 180 mil aves nas proximidades de Tóquio

O governo regional de Ibaraki, ao norte de Tóquio, anunciou nesta sexta-feira ter ordenado o sacrifício de cerca de 180 mil frangos em propriedades onde foram confirmados casos de gripe aviária. Segundo fontes citadas pela agência Kyodo, um teste revelou que 80 frangos estiveram expostos a uma variedade do vírus H5 na fazenda Aikeien, em Ibaraki.A agência diz que não foi encontrado nenhum vírus ativo e explica que houve uma segunda inspeção em 12 propriedades da região, porque estas não cumpriram as diretrizes oficiais em inspeções realizadas em agosto e setembro.Os exames anteriores foram feitos por veterinários do setor privado e sem nenhuma supervisão oficial, enquanto as diretrizes pedem que sejam realizados por pessoal especializado em prevenção de epidemias do governo regional.A granja de Aikeien tem cerca de 300 mil frangos. O movimento de animais e ovos provenientes dessas instalações foi proibido em um raio de 5 quilômetros e afetará outras 14 granjas avícolas com um total de 1,2 milhão de animais.O Ministério da Agricultura, Florestas e Pesca, ordenou uma segunda inspeção em outras sete províncias japonesas.A gripe aviária, provocada por vírus H5, se tornou uma preocupação mundial depois que, em 2003, pessoas começaram a ser contaminadas. Surgiu a variante H5N1, transmissível de aves para o homem, e 121 pessoas contraíram a doença no Sudeste Asiático. Delas, 62 morreram (no Vietnã, Tailândia, Indonésia e Camboja). Milhões de aves foram sacrificadas.   leia mais sobre gripe aviária

Agencia Estado,

04 de novembro de 2005 | 15h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.