Japão seleciona 21 tecnologias para diminuir emissões de CO2

Embora ainda tenham que ser aperfeiçoadas, se usadas desde hoje, elas poderiam reduzir as emissões em 60%

Efe

05 de março de 2008 | 16h35

O Japão selecionou nesta quarta-feira, 5, 21 tecnologias inovadoras que ajudarão o país a limitar suas emissões de dióxido de carbono a fim de cumprir sua parte dentro do compromisso de reduzir pela metade as emissões globais de CO2 até 2050. Segundo a agência de notícias Kyodo, as tecnologias escolhidas, muitas das quais ainda devem ser aperfeiçoadas para serem comercializadas, incluem usinas de carvão limpas e nucleares avançadas, veículos ecológicos, biocombustíveis, fabricação de aço com hidrogênio e novas técnicas de iluminação. Se as 21 tecnologias selecionadas fossem usadas hoje indiscriminadamente em todo o mundo, o Japão estima que as emissões de CO2 poderiam ser reduzidas em 60%, afirma a  Kyodo. Em maio, o Japão propôs reduzir pela metade a emissão mundial de gases do efeito estufa até 2050, dentro do plano "Esfriar a Terra 50", que nasceu com a intenção de substituir o Protocolo de Kioto. Para alcançar esse objetivo, seria necessário conter pelo menos 40 bilhões de toneladas de gases causadores do efeito estufa.  Com iniciativas como esta, o Japão pretende liderar o movimento ecológico mundial na era pós-Kioto, a partir de 2012. No entanto, o país ainda está longe de alcançar seu compromisso de reduzir em 8% o nível de suas emissões poluentes em 2012 sobre os níveis de 1990.

Tudo o que sabemos sobre:
tecnologiaefeito estufa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.