Koji Sasahara/AP
Koji Sasahara/AP

Japonês cria robô bebê de nove meses

Noby tem seiscentos sensores de tato e pode ajudar a entender o desenvolvimento infantil

BBC Brasil

16 Junho 2010 | 11h00

Um pesquisador da Universidade de Tóquio, no Japão, desenvolveu um bebê robô para compreender melhor como crianças se desenvolvem.

Ele mede 71 centímetros, pesa pouco menos de oito quilos e se comporta como se tivesse nove meses de idade.

O robô tem seiscentos sensores de tato espalhados pela pele sintética, além de duas câmaras para "enxergar" e dois microfones para "escutar" o mundo ao seu redor.

Batizado de Noby, ele é flexível e tem articulações semelhantes às de humanos.

A partir da análise dos dados capturados pelo bebê-robô, os cientistas querem entender melhor como um bebê reage ao ambiente e os processos que levam ao desenvolvimento da curiosidade sobre novos objetos.

Os cientistas decidiram replicar um bebê de nove meses porque nesta idade seres humanos desenvolvem funções cognitivas e movimentos muito rapidamente. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
robo japao idoso terceira idade

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.