Jornal diz que hackers invadiram programa de controle do LHC

Os piratas estiveram 'a apenas um passo' de entrar no sistema de controle de um dos enormes detectores

EFE,

13 de setembro de 2008 | 10h48

Hackers conseguiram se infiltrar no programa do Grande Colisor de Hádrons (LHC), centro da experiência da Organização Européia para a Pesquisa Nuclear (Cern) destinada a reproduzir as condições físicas da origem do Universo, informa o jornal britânico The Daily Telegraph.    Brasileiro explica o experimento na Suíça  Entenda o LHC Assista ao vivo o que acontece no laboratório  Experiência do LHC depende de rede mundial de computadores  Estudo reafirma que acelerador de partículas LHC é seguro  Cientistas criam rap para explicar o Grande Colisor de Hádrons  Terminam os últimos testes do Grande Colisor de Hádrons  Acelerador de partículas será testado em setembro  LHC não vai destruir a Terra, conclui relatório de segurança  Cientistas querem proibir simulação do 'Big Bang'   Site do Cern  Site do LHC Grid  Animação que explica como o LHC Grid funciona  Vídeo do Cern explica o LHC em três minutos (em inglês)   Galeria com imagens do LHC        De acordo com o veículo, os hackers, aparentemente de origem grega, postaram uma nota na qual evidenciavam os defeitos do sistema de segurança do projeto.   Os piratas estiveram "a apenas um passo" de entrar no sistema de controle de um dos enormes detectores do LHC, um ímã de 12,5 toneladas, segundo o jornal.   Ainda de acordo com o Daily Telegraph, os hackers asseguraram que não queriam interromper a experiência, que começou quarta-feira, 10, no Cern, mas sim expor os riscos que correm sua infra-estrutura.   "Estamos arriando suas calças porque não queremos vê-los correr nus por todas as partes tentando se esconder quando estiverem em pânico", escreveram.   O jornal britânico informou que apenas um arquivo foi prejudicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.