Jornalista da "Agência Estado" recebe prêmio

A jornalista Liana John, editora de meio ambiente da Agência Estado, recebeu ontem o Prêmio de Reportagem sobre a Biodiversidade da Mata Atlântica pela reportagem Siga a anta. Ela é um detetive ecológico. O texto foi publicado no Jornal da Tarde, no dia 6 de maio de 2001. Ela ganhou uma passagem para os EUA, para participar do congresso anual da Federação Internacional dos Jornalistas Ambientais. O segundo lugar ficou com Maria Fernanda Vomero, da revista Superinteressante, e o terceiro, com Maurício Tuffani, da Galileu. Outros quatro jornalistas receberam menções honrosas. O concurso é promovido pela Aliança para a Conservação da Mata Atlântica, uma parceria entre a Fundação SOS Mata Atlântica e a Conservation International do Brasil. A premiação tem apoio da Federação Internacional de Jornalistas Ambientais e do Centro Internacional para Jornalistas.

Agencia Estado,

07 de junho de 2002 | 08h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.