Jundiaí vai regulamentar trabalho de catadores de papelão

A Prefeitura de Jundiaí, no interior de São Paulo, vinha tendo muitos problemas com os catadores de papelões e material reciclável. Eles passavam nos bairros antes do caminhão do "Armazém da Natureza" - programa da Secretaria de Serviços Públicos. Com a ação dos catadores, a cidade começou a enfrentar outro problema: os depósitos irregulares de "lixo reciclável". Em um ano foram quatro incêndios registrados pelo Corpo de Bombeiros.O secretário dos Serviços Públicos, Walter da Costa e Silva Filho, resolveu criar uma lei para regulamentar o trabalho dos catadores. Ele se reuniu com a Cetesb, bombeiros, sindicatos e Secretaria de Integração Social. A lei está em fase de complementação, para ser encaminhada à Câmara Municipal. . Eles vão ter dias pré-determinados para trabalharem e vão poder escolher quem paga mais. Pela lei, também será proibida a tração animal e humana dos carrinhos e o uso de menores de 18 anos. A pessoa cadastrada deverá residir em Jundiaí e se enquadrar no perfil de "carente".

Agencia Estado,

19 de março de 2004 | 04h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.