Lagarta dribla defesa e ataca milho transgênico

Pesquisadores do Illinois, Estados Unidos, descobriram que lagartas que atacam raízes de milho encontraram uma maneira de driblar a defesa do novo milho transgênico da Monsanto, desenvolvido justamente para proteger a planta dessa praga.Eles constataram que as lagartas causaram danos expressivos às raízes do milho transgênico YieldGard Rootworm, colocando a produção a perder."Nunca subestime a capacidade das lagartas do milho de superar nossas expectativas", disse o entomologista Kevin Steffey, da Universidade do Illinois, que conduziu a pesquisa junto com o colega Mike Gray.Em resposta ao estudo, Lee Quarels, gerente de relações públicas da Monsanto, disse que o produto foi cultivado em 2 milhões de acres por 20 mil produtores e que apenas alguns deles enviaram à empresa os relatórios de performance. A lagarta é conhecida como "a praga de um bilhão de dólares", em alusão ao prejuízo que causa todos os anos à indústria de milho americana.O milho YieldGard Rootworm - desenvolvido pela Monsanto e comercializado em 2003 - contém um gene do Bacillus thuringiensis (Bt), que produz uma proteína (Cry3Bb1) capaz de, teoricamente, matar a lagarta.Os autores do estudo disseram que, nos testes, os danos provocados pela praga neste milho da Monsanto foram maiores que os esperados. "Ainda acreditamos que o YieldGard Rootworm é um produto viável para o manejo da lagarta. Mas a performance menor que a esperada em nossos testes exige investigação", afirmam os pesquisadores.   leia mais sobre transgênicos

Agencia Estado,

24 de setembro de 2004 | 10h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.