Lagosta gigante é dona de relógio no fundo do mar

Lagostas são conhecidas como crustáceos solitários e com forte sentido territorial ? mas por ter consciência de tempo nunca se ouviu falar. Por isso, mergulhadores ficaram surpresos ao descobrir uma lagosta gigante montando guarda a um relógio incrustado de craca, no fundo de uma baia.Talvez a lagosta saiba reconhecer uma barganha quando a encontra: o relógio ainda está funcionando, depois de três anos no mar, mesmo que não tenha sido vendido como à prova d?água.O relógio e seu guardião de 60 centímetros foram descobertos por mergulhadores que faziam trabalhos rotineiros de manutenção no porto de Blyth.?Nós somos todos mergulhadores com muito experiência e nenhum de nós havia visto coisa parecida antes?, disse Graham McDonnar, um membro do the Lady Francis Dive Team. ?Não apenas é maior lagosta que qualquer um de nós já viu debaixo d?água, mas é a primeira criatura marinha que encontramos que pode dizer as horas.?A lagosta, que estima-se tenha cerca de 30 anos, foi levada para o Blue Reef Aquarium, em Tynemouth, onde foi colocada num tanque com vidros.?Lagostas são conhecidas por seu extremo senso territorial, especialmente no que diz respeito a seus habitats?, disse um dos funcionários do Blue Reef, Zahra d´Aronville. ?Talvez esta tenha identificado o relógio como parte de seu território e tenham ficado lá, montando guarda.?Seja qual for seu motivo, a lagosta não precisa se preocupar. Se o aquário não puder ficar com o relógio, lhe comprará outro, um modelo à prova d?água, em troca, ?uma vez que ela parece claramente disposta a manter-se pontual?, segundo d´Aronville.

Agencia Estado,

17 de junho de 2004 | 18h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.