Líder diz que pedirá urgência para Mata Atlântica no Senado

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), anunciou nesta quinta-feira que pedirá urgência na votação do projeto de lei que trata da preservação, do uso sustentável e da recuperação da Mata Atlântica. O texto foi aprovado quarta-feira na Câmara dos Deputados, por unanimidade, após tramitar durante 11 anos.Renan alegou que, com a sua iniciativa, quer evitar que a proposta continue se arrastando no Congresso, causando um ?flagrante prejuízo? ao meio ambiente brasileiro. ?Quanto antes tivermos mecanismos para preservar a Mata Atlântica, melhor será para o País?, alegou.De acordo com o deputado Luciano Zica (PT-SP),coordenador da comissão especial que conseguiu fechar o acordo aprovado em plenário, no período de 11 anos de paralisação do projeto o Brasil perdeu florestas de tamanho equivalente a um campo de futebol a cada quatro minutos. Zica disse que os dados foram calculados pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE).Outro dado preocupante, segundo o deputado, é a constatação de que restam apenas 7,3% da Mata Atlântica, que, na época do Descobrimento, se estendia por mais de 1,3 milhão de quilômetros quadrados, na área hoje ocupada por 17 Estados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.