Livro conta história do rio Pinheiros

DivulgaçãoA história do rio Pinheiros, com a inversão do seu curso, na década de 20 do século passado, até os programas de despoluição que estão sendo implementados é o tema do livro O Rio Pinheiros, que a Secretaria Estadual do Meio Ambiente de São Paulo está lançando hoje, a partir das 17 horas, no Hotel Meliá Office Park (rua Verbo Divino, 1.323).Organizado por Fernando Coelho, com textos de Eli Serenza, Maria Celina Pedroso Alves e Silvana Jeha, o livro traz relatos de pessoas que viveram algumas das transformações do Pinheiros ao longo das décadas, assim como a história do rio desde os primórdios da colonização até o início da despoluição de suas águas e da arborização de suas margens, através do Projeto Pomar.Além disso, mostra a grande importância do rio no início do século passado, com a mudança de curso para produzir energia elétrica, através do bombeamento de suas águas para a represa Billings e para a usina hidrelétrica Henri Borden, construída no sopé da Serra do Mar, em Cubatão. A partir daí, mostra seu papel no crescimento das atividades industriais e a ocupação humana em seu entorno, até sua transformação, nas últimas décadas, em um esgoto a céu aberto. A publicação, que traz fotos e ilustrações, tem projeto gráfico de Vera Severo e patrocínio da EMAE, Secretaria Estadual de Recursos Hídricos e Energia, Petrobrás, Manah e CornProducts, além do apoio da Reciclato Suzano e hotel Meliá. O livro será distribuído gratuitamente para quem for ao lançamento e, a partir de amanhã, pode ser solicitado à Pró-Cultura Marketing Cultural e Eventos, através do telefone (11) 5042-1733.

Agencia Estado,

17 de dezembro de 2002 | 10h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.