Livro mostra como salvar nossos animais interiores

A manifestação de comportamentos animais no ser humano é reconhecida e muitas vezes identificada. Por isso, algumas vezes agimos como uma cobra, ficamos uma onça ou comemos como um leão. Em Animais Interiores - A Ecologia Espiritual dos Voadores, que será lançado na próxima sexta-feira, às 19 horas, no Centro da Cultura Judaica (Rua Oscar Freire, 2500), o ecólogo Evaristo Eduardo de Miranda trata desta questão da perspectiva da cabala judaica e da mística cristã, mostrando o significado simbólico dos animais citados na Bíblia. Primeiro volume de uma trilogia - que incluirá os nadadores e rastejantes e os caminhantes -, o livro trata dos 40 voadores, entre os 120 animais citados no Antigo e no Novo Testamentos.?A principal idéia do livro é que nossa animalidade não deve ser esquecida, recusada, educada e sequer controlada. Somos como uma Arca de Noé, em que todos os nossos animais interiores devem ser salvos do dilúvio do inconsciente?, diz Miranda, pesquisador da Embrapa Monitoramento por Satélite, que já publicou vários livros relacionando ecologia com espiritualidade. Entre eles, está a obra Corpo - Território do Sagrado, que encontra-se na terceira edição. Para escrever Animais Interiores, o autor pesquisou em textos direto do hebraico e fontes gregas do Novo Testamento.No livro, da Edições Loyola, com prefácio do ex-secretário nacional do Meio Ambiente Paulo Nogueira Neto, cada animal tem um capítulo específico, com informações sobre sua biologia e ecologia (como habitat, comportamento alimentar e reprodutivo), além da sua simbologia. Entre os voadores bíblicos são incluídas as aves, como corvo, pomba, coruja, águia, perdiz, cegonha e avestruz, mas também o mamífero morcego e insetos como abelha, gafanhoto, mutuca, vespa, mosquito e mosca. Totalmente ilustrado por Renato Munhoz, Animais Interiores foi impresso em papel reciclado. Durante o lançamento, o autor fará a palestra A Cabala Humana e Seus Animais Interiores, às 20 horas, com entrada franca.

Agencia Estado,

05 de junho de 2003 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.