Macacos gostam de agradar amigos e parentes, mostra estudo

Quando ao lado de seu círculo familiar, os capuchinhos normalmente escolhiam dividir alimentos com eles

AP

25 de agosto de 2008 | 18h22

Para os macacos capuchinhos, parece, é melhor dar e receber que apenas ganhar. Pelo menos é o que pesquisadores da Universidade Emory, em Atlanta, determinaram.  Foi dada aos macacos a escolha entre receber uma boa recompensa em comida ou receber a recompensa e dividi-la com outro macaco.  Quando junto de parentes ou "amigos", os macacos optaram primariamente pela recompensa dupla, conhecida como escolha pró-social, reportaram os cientistas liderados por Frans de Waal na última edição da revista Proceedings of the National Academy of Sciences. "O fato de que os macacos predominantemente selecionaram a opção pró-social deve significar que ver outro macaco receber comida é recompensador para eles", disse de Waal.  No entanto, os macacos não foram tão generosos com estranhos, escolhendo a chamada opção egoísta.  "Acreditamos que o comportamento pró-social seja baseado em empatia, que aumenta, tanto em macacos quanto em humanos, com a proximidade social." No estudo, parentes próximos tiveram mais escolhas pró-sociais. "Eles parecem se preocupar com o bem estar daqueles que conhecem", disse o pesquisador.  Agora, a pergunta que permanece é se o prazer deriva da auto-recompensa ou se os macacos apenas gostam de ver outros apreciarem a comida.  No estudo, oito fêmeas adultas ganharam papéis que podiam trocar por comida. Um valia um pedaço de maça e outro dava dois pedaços similares, para a fêmea e para o outro macaco.

Tudo o que sabemos sobre:
ciênciamacacos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.