Maconha triplica risco de acidente fatal no trânsito

De acordo com uma pesquisa feita por cientistas franceses e divulgada pela revista científica British Medical Journal, dirigir sob o efeito de maconha pode triplicar o risco do usuário se envolver em um acidente fatal de trânsito. Segundo o estudo feito pelo Instituto Nacional de Pesquisa em Transporte e Segurança da França, o risco varia de acordo com a quantidade consumida da droga.Os cientistas analisaram os resultados de exames de consumo de drogas e álcool feitos por 10.748 pessoas que se envolveram em acidentes fatais entre 2001 e 2003. No entanto, os autores da pesquisa dizem que mesmo fumar uma quantidade pequena duplica o risco de acidente, enquanto quantidades maiores poderia mais que triplicar o risco.De todos os motoristas que foram submetidos aos testes, 7% haviam fumado maconha antes de dirigir. O número, porém, é muito inferior ao dos que estavam sob o efeito de álcool: 21,4% do total.Em 2,9% do total de casos, os acidentes aconteceram quando os motoristas estavam sob o efeito tanto da maconha quanto do álcool.Os pesquisadores afirmam que cerca de 2,5% dos acidentes fatais podem ser diretamente atribuídos ao uso de maconha, enquanto 28,6% dos casos fatais podem ser atribuídos ao álcool.Homens se envolveram em mais acidentes que as mulheres e apresentaram uma maior freqüência no consumo de álcool e drogas, segundo o estudo.

Agencia Estado,

03 de dezembro de 2005 | 00h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.