Mais antigo sapato de couro do mundo tem 5.500 anos

Gasto e com a forma do pé direito do dono, o sapato foi encontrado numa caverna

Associated Press

09 Junho 2010 | 18h31

O pé de sapato armênio, encontrado numa caverna e recheado de capim. Boris Gasparian/Reuters

 

Há cerca de 5.500 anos, alguém nas montanhas da Armênia pôs o pé direito no que hoje é o mais antigo sapato de couro já encontrado.

 

Ele jamais será confundido com um sapato moderno, mas o calçado preservado era feito de uma peça única de couro, amarrado na frente e atrás, informas pesquisadores na publicação científica online PLoS One.

 

Gasto e com a forma do pé direito do dono, o sapato foi encontrado numa caverna, juntamente com outros sinais de ocupação humana. O sapato estava cheio de capim, que data da mesma época que o couro do calçado - entre 5.637 e 5.387 anos atrás.

 

"É uma grande sorte", disse o arqueólogo Ron Pinhasi, do University College Cork, da Irlanda, que chefiou a equipe de pesquisadores.

 

"Nós normalmente só encontramos vasos quebrados, mas temos muito pouca informação sobre a atividade cotidiana" de povos antigos. "O que eles comiam? O que faziam? O que vestiam? Esta é uma chance de ver essas coisas... dá um vislumbre da sociedade".

 

Anteriormente, o calçado de couro mais antigo descoberto na Europa ou Ásia pertencia ao famoso Otzi, o "Homem do Gelo" encontrado congelado nos Alpes e hoje mantido em preservação na Itália. Otzi foi datado de 5.375 a 5.128 anos atrás, alguns séculos depois do sapato armênio.

 

Os calçados de Otzi eram feitos de pele de urso e de cervo, com uma amarra de couro. O calçado armênio parece  ser de couro de vaca.

 

Sandálias ainda mais antigas foram descobertas numa caverna dos Estados Unidos, mas são feitas de fibra vegetal, não couro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.