Mais antigo sapato de couro do mundo tem 5.500 anos

Gasto e com a forma do pé direito do dono, o sapato foi encontrado numa caverna

Associated Press

09 Junho 2010 | 18h31

O pé de sapato armênio, encontrado numa caverna e recheado de capim. Boris Gasparian/Reuters

 

Há cerca de 5.500 anos, alguém nas montanhas da Armênia pôs o pé direito no que hoje é o mais antigo sapato de couro já encontrado.

 

Ele jamais será confundido com um sapato moderno, mas o calçado preservado era feito de uma peça única de couro, amarrado na frente e atrás, informas pesquisadores na publicação científica online PLoS One.

 

Gasto e com a forma do pé direito do dono, o sapato foi encontrado numa caverna, juntamente com outros sinais de ocupação humana. O sapato estava cheio de capim, que data da mesma época que o couro do calçado - entre 5.637 e 5.387 anos atrás.

 

"É uma grande sorte", disse o arqueólogo Ron Pinhasi, do University College Cork, da Irlanda, que chefiou a equipe de pesquisadores.

 

"Nós normalmente só encontramos vasos quebrados, mas temos muito pouca informação sobre a atividade cotidiana" de povos antigos. "O que eles comiam? O que faziam? O que vestiam? Esta é uma chance de ver essas coisas... dá um vislumbre da sociedade".

 

Anteriormente, o calçado de couro mais antigo descoberto na Europa ou Ásia pertencia ao famoso Otzi, o "Homem do Gelo" encontrado congelado nos Alpes e hoje mantido em preservação na Itália. Otzi foi datado de 5.375 a 5.128 anos atrás, alguns séculos depois do sapato armênio.

 

Os calçados de Otzi eram feitos de pele de urso e de cervo, com uma amarra de couro. O calçado armênio parece  ser de couro de vaca.

 

Sandálias ainda mais antigas foram descobertas numa caverna dos Estados Unidos, mas são feitas de fibra vegetal, não couro.

Mais conteúdo sobre:
arqueologia armênia caverna sapato calçado

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.