Mamífero pré-histórico tinha veneno e mordia como cobra

Um mamífero que viveu há 60 milhões de anos, dotado de caninos similares a presas de serpente e que provavelmente matava com eles injetando veneno no inimigo, foi identificado a partir de fósseis encontrados no Canadá.Os dentes fósseis achados em dois sítios da província de Alberta (centro-oeste do Canadá) mostram que seus caninos tinham canais provavelmente vinculados a glândulas segregadoras de veneno, segundo a revista Nature publica na edição de quinta-feira.A pequena criatura, o Bisonalveus browni, é o primeiro mamífero pré-Paleoceno Superior conhecido até hoje que parece ter utilizado o veneno como estratégia de caça, informam Richard Fox e Craig Scott, pesquisadores da Universidade de Alberta.Atualmente, poucos mamíferos são venenosos. Entre eles, o solenodonte do Caribe (um animal similar a um grande rato), que tem veneno em sua saliva, e o ornitorrinco da Austrália (um estranho marsupial com bico de pato e rabo de castor), que tem um ferrão venenoso em suas patas posteriores.Esta quase ausência de utilização de veneno leva os biólogos a questionar as razões pelas quais os mamíferos não empregam essa eficaz arma, ao contrário de outros grupos de animais, como as serpentes.O Bisonalveus browni, segundo Fox e Scott, sugere que os mamíferos extintos poderiam ter aproveitado muito mais abundantemente o potencial do veneno do que se acreditava até agora.

Agencia Estado,

22 de junho de 2005 | 15h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.