Manobra inédita é bem-sucedida e Discovery chega à ISS

Defeito em jatos usados para manobras mais sensíveis forçou astronautas a fazerem conexão de forma diferente

30 Agosto 2009 | 22h02

O ônibus espacial Discovery conseguiu se ligar à Estação Espacial Internacional (ISS) às 21h54 deste domingo (hora de Brasília) usando apenas seus grandes jatos principais para manobrar. Os jatos de menor potência - usados para realizar ajustes finos da trajetória e velocidade da nave - não estavam disponíveis para a manobra, depois que um deles apresentou vazamento após a decolagem.

 

Os astronautas também são treinados para realizar a manobra de atracagem exclusivamente por meio dos jatos principais, mas ela nunca havia sido tentada fora dos simuladores, o que tornou a missão ainda mais desafiadora para o comandante do Discovery, Rick Sturckow. A nave e a ISS encontraram-se a uma altitude de 322 quilômetros.

 

O ônibus espacial e sua tripulação de sete astronautas levam várias toneladas de material à ISS, entre suprimentos e equipamento científico. Os astronautas t~em ainda três caminhadas espaciais programadas, para executar atividades de manutenção da estação.

 

A despeito do problemas com os jatos, o Discovery parece ter resistido bem ao lançamento. Análise preliminar de imagens e dados da decolagem não revelam danos à blindagem da nave, diz a Nasa. Foi uma brecha nessa blindagem, aberta durante o lançamento, que levou á destruição do ônibus espacial Columbia durante a reentrada na atmosfera, em 2003.

 

(com Associated Press)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.