Marina Silva quer expandir alcance da pasta

A futura ministra do Meio Ambiente, senadora Marina Silva (PT-AC), disse que o seu objetivo será o de fazer com que a política de meio ambiente do próximo governo não se restrinja aos limites da sua pasta. "Eu acho que uma das questões que pode constituir numa grande prioridade é ter uma política de meio ambiente que ultrapasse todas as ações do governo", previu Marina Silva. Em entrevista no Jornal das Dez, da GloboNews, ela disse que ministérios como a Fazenda, Planejamento e Agricultura deverão se engajar no tema: "Não tem sentido você ter um governo que sai fazendo um conjunto de irregularidades nos programas, sobretudo na parte de infra-estrutura, e depois o Ministério do Meio Ambiente saia multando o próprio governo. O governo tem de sinalizar com uma política que perpasse todas as suas ações." A senadora petista afirmou que a previsível falta de verbas e estrutura não poderão ser justificativas para omissão de seu ministério: "Nós temos que fazer um grande esforço no sentido de inverter a visão que se tem do Ministério do Meio Ambiente de que ele é mais um problema do que uma solução", prometeu a futura ministra. "Para isso nós temos que deixar de ficar dizendo o que não pode ser feito e começar a criar os instrumentos para a forma correta de fazer", prosseguiu. "Daí ser fundamental se mobilizar todo o capital que nós temos em termos de experiências exitosas, transformar essas experiências em políticas públicas dce desenvolvimento e fazer com que o Ministério do Meio Ambiente passe a ter uma ação proativa."

Agencia Estado,

12 de dezembro de 2002 | 09h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.