Merck vence apelação em caso do Vioxx nos EUA

Côrte do Texas decidiu que seu anti-inflamatório não causou ataque cardíaco em Robert Ernst

Reuters

29 de maio de 2008 | 17h18

A Côrte do Texas reverteu nesta quinta-feira, 29, uma decisão de U$26,1 milhões (R$ 43 milhões) contra a Merck & Co, dizendo que seu anti-inflamatório Vioxx não causou o ataque cardíaco fatal do marido da requerente.   Nesse primeiro caso do Vioxx a ir à Côrte, um júri do Texas em 2005 decidiu que o medicamento foi responsável pelo ataque cardíaco de Robert Ernst e deu a sua viúva US$ 253 milhões (R$ 417 milhões), uma recompensa que diminuiu, depois, ao limite das leis do estado, mas causou, ainda assim, pânico entre os investidores da Merck devido à onda de casos pendentes.   A decisão desta quinta-feira, 29, apenas duas semanas depois da concessão de US$ 7,75 milhões (R$ 12,77 milhões) a outra viúva e elevou as ações em quase 2%.   Na última decisão, o júri escreveu: "não encontramos evidências de que Ernst tenha sofrido um ataque cardíaco derivado de um coágulo sanguíneo. Desta forma, a defesa falou em provar a ligação entre a ingestão de Vioxx e a morte do marido da requerente."   "As decisões de hoje desfizeram mais de US$ 40 milhões (R$ 66 milhões) em danos e honorários anteriormente destinados aos requerentes no julgamento", disse Bruce Kuhlik, do conselho geral da Merck.   Mark Lanier, advogado da viúva Ernst e de diversos outros requerentes do Vioxx, reclamaram na entrevista que os juízes da Côrte do Texas foram a favor da corporação e anunciaram planos para uma apelação da decisão.   "Os juízes estão protegendo os executivos das corporações e tirando os direitos das viúvas e de todas as outras vítimas da má conduta corporativa", disse.   Apesar da derrota no primeiro julgamento do Vioxx, a indústria farmacêutica ganhou a maioria dos demais julgamentos que chegaram aos tribunais. Em novembro, a Merck concordou em pagar US$ 4,85 bilhões (R$ 8 bilhões) em acordos de centenas de casos do Vioxx. Na época do acordo, a Merck passava por 26.600 processos de usuários do remédio.

Tudo o que sabemos sobre:
MerckVioxxEstados UnidosSaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.