Metano líquido é a "água" de Titã, dizem cientistas

Chove metano em Titã, e este gás em estado líquido é a "água" daquele satélite de Saturno, segundo anunciaram nesta sexta-feira os pesquisadores da Agência Espacial Européia (ESA).Depois de analisados os dados enviados desde o dia 14 passado pela sonda Huygens, os cientistas confirmaram que o metano líquido cobre grandes áreas da superfície de Titã e tem papel importante numa espécie de regime climático."Havia chovido no lugar onde a Huygens pousou, talvez dois dias antes do pouso", disse o americano Marty Tomasko, que comanda a equipe de imagens da missão. Ele observou que Titã tem "processos muitos processos parecidos com os da Terra, como abrasão, erosão e precipitações".O metano pode existir na forma líquida em Titã por causa da temperatura de cerca de 180ºC negativos. Mas o gás é também, junto com o nitrogênio, um componente-chave da atmosfera da maior lua de Saturno.Inflamável"Descobrimos um mundo inflamável", brincou Toby Owen, do time de pesquisadores da atmosfera. Com tanto metano, Titã só não explodiu há muito tempo porque não tem oxigênio, explicou ele. Sem oxigênio, não há possibilidade faíscas e fogo. Os pesquisadores também confirmaram que o solo de Titã tem a consistência de areia molhada ou mesmo creme, com torrões congelados. A superfície é cheia de canais e áreas parecidas com grandes lagos, e há "abundantes indicações" de fluxos líquidos gerados por chuvas."Há enormes evidências de fluxos líquidos regulares", disse Tomasko. Ainda que não pareça haver chuva todos os dias, ele e os demais cientistas acreditam que haja um regime de precipitações na superfície.RobôsA Huygens pousou em Titã no último dia 14 de janeiro, depois de se desprender da sonda-mãe, a Cassini, que entrou na órbita de Saturno em 1.º de julho de 2004 e continua orbitando o planeta.O sucesso da missão, lançada em 1997, já faz os pesquisadores sonharem com novos investimentos. "Podemos agora pensar seriamente em enviar robôs a Titã" disse Jean-Pierre Lebreton, the gerente da missão encarregado da Huygens.

Agencia Estado,

21 de janeiro de 2005 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.