Milhares assistem à exibição do corpo do Padre Pio

O padre, declarado santo em 2002, continua a ser uma figura polêmica na Itália

Da Redação (com Ansa),

24 de abril de 2008 | 13h29

Milhares de fiéis foram nesat quinta-feira, 24, a San Giovanni Rotondo, no sul da Itália, para assistir à cerimônia que antecedeu a exibição dos restos mortais do Padre Pio, um dos santos mais venerados do país.   Desde as primeiras horas da manhã os peregrinos começaram a chegar à Igreja de São Pio, para a cerimônia presidida pelo cardeal José Saraiva Martins, prefeito da Congregação das Causas dos Santos. Calcula-se que cerca de 15 mil pessoas visitaram  a cidade.   A exumação e exposição do corpo do padre, que teria reproduzido milagrosamente os estigmas - as feridas sofridas por Cristo -  e que foi beatificado em 1999 e canonizado em 2002, acontecem por ocasião do 40º aniversário de sua morte. Para muitos observadores, a autenticidade dos estigmas de Padre Pio segue questionável, e o debate sobre o assunto prossegue.   Após a cerimônia, o cardeal rezou diante dos restos do santo, exposto em uma urna de cristal na cripta do convento de Santa Maria das Graças.    Diversos jornalistas cobriram a cerimônia, de veículos como a Al-Jazira ao New York Times. No entanto não está prevista, até o momento, uma visita do papa Bento XVI ao corpo do Padre Pio, informou o padre Federico Lombardi, diretor da assessoria de imprensa do Vaticano.    Lombardi disse que o calendário de viagens do papa em 2008 já está praticamente definido, e para o próximo ano estão sendo feitos planejamentos.   As próximas viagens de Bento XVI na Itália terão como destino Gênova, em maio, Santa Maria di Leuca e Brindisi, em junho, e Cagliari, em setembro. 

Tudo o que sabemos sobre:
catolicismoigreja católicapadre pio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.