Ministra anuncia câmara de mediação de conflitos ambientais

A Advocacia-Geral da União (AGU) deve criar no próximo ano uma câmara de mediação de conflitos na área ambiental, informou nesta sexta-feira a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. ?A câmara será um espaço com total isenção para analisar os interesses da sociedade, os do Estado e os específicos de quem se sente prejudicado?, afirmou.A ministra disse que a câmara se somará à estratégia que o governo já desenvolve de inserir a variável ambiental desde o planejamento das ações. Marina lembrou que um exemplo dessa prática é o novo modelo de política energética da ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, que incorporou a variável ambiental desde o início do projeto.Segundo Marina, a câmara contribuirá para que o licenciamento tenha muito mais agilidade. ?Às vezes, as pessoas acham que passar por cima da legislação ambiental vai viabilizar o processo. Não viabiliza?, advertiu. O Ministéiro Público, ?no seu legítimo direito e dever institucional de defender a sociedade brasileira?, entra com ação e embarga a obra.

Agencia Estado,

19 de dezembro de 2003 | 23h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.