Ministra pede que pesquisa ande junto com biossegurança

A Embrapa recebeu autorização para testes de campo com a batata transgênica numa cerimônia que reuniu, na quarta-feira, ministros com posições divergentes sobre o assunto: Roberto Rodrigues (Agricultura) e Luiz Furlan (Desenvolvimento), que defendem os transgênicos, e Marina Silva (Meio Ambiente), que é contra.Marina disse que as autorizações concedidas pelo Ibama para pesquisa com variedades transgênicas de mamão, feijão e batata demonstram que a pesquisa tem valor e que ela precisa andarpasso a passo com a biossegurança."Precisamos de um trabalho de política ambiental integrado que permita o avanço da pesquisa", disse ela. A ministra lembrou que a área de licenciamento do Ibama tinha muitas dificuldades e faltava uma estrutura adequada que permitisse autorizações rápidas, mas que agora, com reestruturação do setor, os licenciamentos são menos demorados.Batata resistenteA batata transgênica que será plantada pela Embrapa em área de testes é resistente ao vírus Y, o chamado mosaico da batata. Se os estudos derem certo, a variedade poderá ser oferecida aos produtores em até três anos.Esta é a expectativa é do coordenador de projeto, André Dulsi, da Embrapa. Ele disse que o mosaico da batata é um dos principais problemas da produção nacional. ?As perdas dependem do grau de infestação das lavouras. Numa lavoura 100% infectada, a produção pode ter quebra de até 80%.?Dulsi disse que o trabalho poderia estar ainda mais avançado. Em 1999 e 2000, a Embrapa já tinha feito experiências, mas uma decisão judicial impediu a realização da terceira fase dos experimentos. ?Vamos fazer a pesquisa por três anos, pois os trabalhos de 99 e 2000 se perderam.?Os testes de campo começarão na próxima semana, com o plantio numa área de 122 metros quadrados na unidade de hortaliças da Embrapa, em Brasília.

Agencia Estado,

20 de maio de 2004 | 11h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.