Ministro inaugura Fábrica do Milênio em SP

O ministro de Ciência e Tecnologia, Ronaldo Sardenberg, inaugurou hoje, em Santa Bárbara D´Oeste, o Instituto Fábrica do Milênio, que integra o projeto Institutos do Milênio, voltado ao desenvolvimento de pesquisas integradas. A unidade inaugurada em Santa Bárbara será voltada para a área de manufatura e ficará sediada na Escola de Engenharia da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos. O Fábrica do Milênio irá receber investimentos do Ministério de Ciência e Tecnologia de R$ 4,9 milhões, dos quais 15% serão aplicados no sistema de comunicação e o restante, no desenvolvimento de pesquisas. O empreendimento é integrado por 350 pesquisadores de 17 universidades nacionais e institutos de pesquisas de sete Estados brasileiros, além de universidade norte-americanas e alemãs. Todos os envolvidos estarão interligados por meio da Internet. Segundo o coordenador do projeto, o professor da Escola de Engenharia da USP João Fernando Gomes de Oliveira, a meta do Fábrica do Milênio é desenvolver mecanismos e pesquisas integradas que permitam o desenvolvimento das indústrias de manufatura do País e o aumento da competitividade, inclusive nas exportações. Sardenberg diz que esse tipo de iniciativa é "vital para a transformação da ciência e da tecnologia" nacionais. O Institutos do Milênio conta com 17 unidades criadas pelo ministério para fomentar pesquisas em setores específicos como agronomia, saúde e medicina. A Indústrias Romi Máquinas e Ferramentas, em Santa Bárbara, sediou a abertura do Fábrica do Milênio. O diretor da empresa, engenheiro Hiçao Misawa, lembrou que a unidade instalada em São Carlos do Instituto também atuará em convênio com indústrias brasileiras, auxiliando no desenvolvimento de produtos. Ele explicou que as empresas poderão contribuir cedendo materiais e equipamentos. O engenheiro acrescentou que a competitividade, no mercado interno e nas exportações, está atrelada à qualidade da produção nacional. Ele comentou que existe um projeto, ainda em estudo, de criar uma fábrica-modelo a partir das pesquisas do Instituto Fábrica do Milênio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.