Ministros da União Européia aprovam Protocolo de Kyoto

Os ministros de Ambiente dos países da União Européia (UE) concordaram nesta segunda-feira em ratificar rapidamente o Protocolo de Kyoto sobre o aquecimento global. Porém, eles não conseguiram chegar a um acordo sobre os limites nacionais de emissão de poluentes para atingir as metas do acordo.Os 15 ministros europeus esperam que a ação leve outros países à ratificação do acordo para que este possa entrar em vigor antes de uma cúpula sobre desenvolvimento sustentável patrocinada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e marcada para agosto na África do Sul.Apesar de nenhum governo europeu ter ratificado o documento, todos os ministros declararam a intenção de fazê-lo antes de 1º de junho, afirmou Jaume Matas, ministro de Ambiente da Espanha. "Esta é uma conquista extremamente importante que ajudará a garantir o salvamento do Protocolo de Kyoto", acredita.A UE está seguindo em frente com a ratificação do acordo apesar de o governo norte-americano ter decidido retirar os Estados Unidos do Protocolo de Kyoto sob a alegação de que o respeito a seus termos "prejudicaria a economia" do país. Os ministros europeus torpedearam a iniciativa solitária do presidente dos EUA, George W. Bush, sobre aquecimento global, classificando-a como uma terrível alternativa a Kyoto.A alternativa de Bush teria o objetivo de reduzir as emissões de dióxido sulfúrico, óxido de nitrogênio e mercúrio, que contribuem com a fumaça, a chuva ácida e problemas de saúde em crianças. Segundo os críticos, tais medidas são inúteis, pois algumas delas são praticadas voluntariamente.

Agencia Estado,

04 de março de 2002 | 20h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.