Ministros do G8 pedem redução de 50% das emissões até 2050

Com meta comum para seus membros, G8 quer "demonstrar a liderança" na luta contra a mudança climática

Efe

26 de maio de 2008 | 07h03

Os ministros do Meio Ambiente do Grupo dos Oito (G8) pediram nesta segunda-feira aos líderes de seus países que acertem a redução de pelo menos à metade das emissões de gases poluentes até 2050. Após uma reunião de três dias na cidade de Kobe (sudoeste do Japão) os representantes de França, Alemanha, Itália, Reino Unido,Estados Unidos, Canadá, Japão e Rússia, disseram que pedirão a seus líderes que "acertem uma meta comum a longo prazo", segundo o comunicado conjunto divulgado hoje.Com o objetivo de reduzir pelo menos à metade as emissões de gases poluentes à atmosfera, que já contava com o apoio da União Européia (UE) e Japão, o G8 quer "demonstrar a liderança" na luta contra a mudança climática, segundo o comunicado.No ano passado, os membros do G8 acertaram em Heiligendamm (Alemanha) "considerar seriamente" a redução pela metade das emissões de gases causadores do efeito estufa até 2050.   A reunião de três dias em Kobe, que terminou hoje, foi uma das reuniões ministeriais organizadas como prévia da cúpula internacional do G8, que acontecerá entre os dias 7 e 9 de julho na região montanhosa do lago Toya, na ilha de Hokkaido, Japão.

Tudo o que sabemos sobre:
Aquecimento globalG8emissão de gases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.