Missão da Discovery será estendida em um dia

A nave Discovery voltará à Terra no próximo dia 8 de agosto, um dia depois do previsto, para adiantar o trabalho na Estação Espacial Internacional (ISS), informaram neste sábado as autoridades da Nasa. "Hoje acumulamos material suficiente para declarar formalmente que podemos estender a missão por um dia", disse Wayne Hale, subdiretor do programa da Discovery, em entrevista coletiva no Centro Espacial Johnson, em Houston, no Texas.A extensão da missão "permitirá que as equipes consigam completar mais tarefas, mais transferências de materiais", acrescentou Hale, que se mostrou muito satisfeito pelo trabalho de hoje dos astronautas Steve Robinson e Soichi Noguchi.As autoridades querem aproveitar o dia a mais da missão para que os astronautas continuem fazendo tarefas na ISS e forneçam aos integrantes da estação espacial provisões adicionais de água, comida, computadores portáteis e outros materiais.A idéia é compensar a decisão das autoridades de cancelar as missões por tempo indefinido devido ao desprendimento de fragmentos de isolante do tanque de combustível da nave durante a decolagem em Cabo Canaveral, na Flórida.A Nasa considerou hoje "excelente" a primeira caminhada espacial de Robinson e Noguchi para inspecionar a nave e fazer consertos na ISS, em uma atividade que durou seis horas e 50 minutos no total. Durante a caminhada, os dois astronautas testaram dois métodos de reparação desenvolvidos pela Nasa após a tragédia da nave Columbia, em fevereiro de 2003.O objetivo da caminhada espacial de hoje, de um total de três programadas pela Nasa, era fazer testes de reparação das placas de proteção térmica da nave, caso seja necessário em missões futuras.Robinson e Noguchi fizeram testes em várias placas térmicas que foram danificadas de propósito para este experimento. Os astronautas também consertaram um giroscópio e uma antena GPS da estação espacial.A Nasa espera que estes experimentos ajudem a evitar tragédias como a da nave Columbia, cujos sete tripulantes morreram em fevereiro de 2003 quando a nave se desintegrou pouco antes de chegar à Terra. Nesse acidente, os astronautas não tinham ferramentas ou técnicas especiais de reparação.A Discovery sofreu algumas deformações durante o lançamento, mas as autoridades não acreditam que o dano precise de consertos enquanto a nave estiver em órbita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.