Moda sustentável estará presente no Curitiba Fashion Art

Roupas e acessórios fabricados por comunidades ou entidades preocupadas com o meio ambiente ganharão espaço no Curitiba Fashion Art, evento destinado a dar visibilidade à moda paranaense, cuja segunda edição começa nesta terça-feira e vai até o próximo sábado, no Centro de Exposições Horácio Coimbra, em Curitiba. Entre os destaques, estão produtos de comunidades de baixa renda que participam dos projetos do Instituto de Pesquisas Ecológicas (Ipê), para a conservação da biodiversidade.Ainda fora dos desfiles, mas expostos ao alcance dos visitantes do evento, estarão camisetas e bolsas com aplicação 100% algodão, produzidas por mulheres do Bairro Moinho, em Nazaré Paulista, e buchas vegetais, de assentados rurais do Movimento Sem Terra, do Pontal do Paranapanema, ambos em São Paulo, e fantoches feitos pela comunidade da Ilha de Superagüi, no Paraná. Todos os produtos trazem como temática espécies brasileiras ameaçadas de extinção.?O envolvimento do Ipê é com comunidades do entorno de áreas importantes para conservação?, diz Andréa Peçanha, gerente de desenvolvimento institucional da entidade. Além de funcionar como educação ambiental, os projetos de geração de renda diminuem a pressão sobre o meio ambiente. ?É muito importante, por exemplo, manter os pequenos proprietários rurais em uma região como Nazaré Paulista, onde estão os mananciais que abastecem a cidade de São Paulo.?Segundo Andréa, participar de um evento de moda é importante para conscientizar os produtores e estudantes de moda sobre o comércio justo (social e ambientalmente correto) e possibilitar futuras parcerias. ?As camisetas das mulheres de Nazaré estão tendo uma ótima aceitação no mercado, mas sabemos que o design tem que ser bonito para que o produto seja vendável. Até agora não trabalhamos com designers, mas estamos sentindo necessidade de aprimorar os produtos. Talvez, possamos conseguir, durante o Curitiba Fashion Art, voluntários no Paraná para desenvolver produtos para a comunidade de Superagüi?, espera.O evento terá, ainda, debates sobre ?Moda Sustentável?, com palestras da estilista Sarita Dal Pozzo, da Levi?s, e de Andréa Peçanha, do Ipê. ?Procuramos mostrar que a moda está diretamente ligada a assuntos sociais, culturais e ambientais. Abrimos espaço para discussões sobre o assunto porque sabemos que a moda sustentável busca uma melhor qualidade de vida para populações de baixa renda e têm produtos diferenciados?, afirma Nereide Michel, organizadora do evento.

Agencia Estado,

11 de agosto de 2003 | 09h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.