Morar com parceiro engorda a mulher, diz estudo

Um estudo publicado pela revista The Lancet mostra que as mulheres que vão morar com seus namorados ou se casam acabam normalmente ganhando peso. Segundo a pesquisa, a razão pode ser o fato de comerem porções de comida de tamanhos preferidos dos homens e de cederem ao desejo de comer alimentos mais pesados e beber vinho.Quando combinados com o uso da pílula anticoncepcional ou com a gravidez, esses hábitos podem ter um grande impacto sobre a silhueta das mulheres, segundo o autor do estudo, David Haslam. "Os homens são realmente muito ruins para as mulheres", brinca ele.Segundo Haslam, as pesquisas mostraram que as mulheres tendem a ganhar peso quando moram junto com homens e começam a dividir suas refeições com eles, que necessitam intrinsecamente mais energia e têm por isso mais apetite.Evento social"Se você está comendo a refeição da noite com seu parceiro, isso se torna um evento social e não mais somente uma necessidade. Você pode comer mais e talvez coisas mais exageradas", diz o pesquisador.Os casais podem sair com mais freqüência para ir a restaurantes. As mulheres podem fazer menos exercícios quando estão numa relação amorosa, deixando de ir à academia de ginástica para passar mais tempo com seus parceiros.As pílulas anticoncepcionais que elas escolhem também podem ter um impacto. A pílula foi associada a um ligeiro ganho de peso entre algumas usuárias nos três primeiros meses. Seguidas gestações também podem levar a um ganho de peso."Cada fator individual para ganho de peso já é sério o suficiente, mas todos juntos podem levar a um aumento significativo", diz Haslam.Tarefas domésticasMudanças sociais significam que as mulheres podem ser menos ativas fisicamente que suas bisavós eram, fazendo menos tarefas domésticas graças aos aparelhos modernos, à divisão das tarefas com o parceiro ou pagando outras pessoas para fazê-las.Alguns estudos já mostraram que casais casados ganham peso, enquanto que aqueles que se divorciam perdem peso.Haslam enfatizou que é importante não generalizar e que manter um relacionamento tem várias influências positivas e ganhos também. Ele disse que é importante também para os indivíduos olhar seus próprios estilos de vida e fazer mudanças saudáveis se necessário.Há indicações de que a obesidade aos 40 anos pode reduzir a expectativa de vida em até sete anos.

Agencia Estado,

14 de outubro de 2005 | 12h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.