Morre francês Jean Dausset, Nobel de medicina em 1980

Trabalho de Dausset permitiu avaliar a compatibilidade entre doadores e receptores de transplantes

EFE,

06 de junho de 2009 | 12h37

O médico francês Jean Dausset, que ganhou o Prêmio Nobel de Medicina em 1980 pelas descobertas relativas às estruturas determinadas geneticamente na superfície celular que regula as reações imunológicas, morreu hoje, aos 92 anos de idade, na cidade espanhola de Palma de Mallorca, onde morava.

 

Em 1958, Dausset descobriu o sistema que permitiu contrastar a compatibilidade entre um doador de órgão e um paciente, nos transplantes. Dausset dividiu o Nobel de 1980 com os americanos com Baruj Benacerraf e George Davis Snell, seus companheiros de pesquisa.

 

O médico e cientista, que era membro das academias francesas de medicina e da ciência, morava há dois anos em Palma de Mallorca.

 

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, prestou uma homenagem "ao grande cientista que representou a excelência da medicina e da pesquisa médica francesa".

Tudo o que sabemos sobre:
nobelmedicinaJean Dausset

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.