Morre o líder da igreja mórmon Gordon B. Hinckley

Religioso dirigiu igreja desde 1995 e promoveu 'expansão global' da religião, que tem 13 milhões de seguidores

Efe,

28 de janeiro de 2008 | 08h38

O líder da igreja mórmon, Gordon B. Hinckley, morreu no domingo, 27, aos 97 anos, em seu apartamento no centro de Salt Lake City. Hinckley faleceu de morte natural, cercado de membros de sua família. O religioso dirigiu a igreja mórmon desde 1995.   Em comunicado de imprensa divulgado nesta segunda-feira, 28, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias disse que em seus doze anos como presidente dos mórmons, Hinckley obteve uma "expansão global" da religião.   A eleição do novo presidente será realizada nos próximos dias, após o funeral de Hinckley, assinala o comunicado.   Durante seus anos à frente da igreja mórmon, o religioso fez várias viagens para se reunir com os membros de sua igreja, que conta com 13 milhões de seguidores em 171 países.   Nascido em Salt Lake City em 23 de junho de 1910, Hinckley casou-se em 1937 com Marjorie Pay. O casal teve cinco filhos e 25 netos.

Tudo o que sabemos sobre:
Gordon B. Hinckleyigreja mórmon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.