Morre o Nobel que abriu caminho para antidepressivos

O neurocientista americano Julius Axelrod, Nobel de Medicina em 1970, morreu aos 92 anos na quarta-feira. Os estudos de Axelrod criaram a base para o desenvolvimento de medicamentos antidepressivos, como o Prozac.Pesquisador do Instituto Nacional de Saúde, ele dividiu o prêmio de 1970 com britânico Bernard Katz e o sueco Ulf von Euler. Os três elucidaram parte do mecanismo químico neurológico e a substância que inibe os impulsos nervosos entre o cérebro e a ação muscular.Antes deste feito, Axelrod havia participado dos estudos que identificaram o paracetamol, que deu origem ao analgésico e antitérmico Tylenol.Filho de imigrantes judeus poloneses, Axelrod nasceu em Nova York e se graudou em 1933 na City College. Morreu em sua casa en Rockville.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.