Morre pioneiro da neurociência no Brasil

O cientista César Timo-Iaría, um dos pioneiros da neurociência no Brasil, morreu na segunda-feira, aos 80 anos. Professor-titular de Fisiologia do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, ele sofria de uma doença neurodegenerativa.Fisiologista e neurocientista, ele iniciou nos anos 1960 trabalhos no controle neural do metabolismo e em mecanismos de atenção e sono.Cursou a Escola Paulista de Medicina, formando-se em 1952. Em seguida, foi para o Departamento de Fisiologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP), retornando a São Paulo 11 anos mais tarde, para ser professor associado da Faculdade de Medicina da USP e, depois, professor-titular do ICB.Era membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e da Sociedade Brasileira de Fisiologia (SBF). Recebeu a da Ordem Nacional do Mérito Científico e prêmios como o Paulino Watt Longo, da Sociedade Brasileira de Neurofisiologia Clínica.

Agencia Estado,

29 de junho de 2005 | 11h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.