Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mortandade de peixes atinge rio Iriri

Uma bactéria não identificada está provocando a morte, há pelo menos 15 dias, de peixes, jacarés e aves ao longo de 400 quilômetros do rio Iriri e seu afluente Curuá, no Pará. Segundo entidades locais, peixes mortos já estão sendo encontrados na cidade de Altamira. O engenheiro químico João Bosco Costa Dias, do Ibama em Brasília, chega hoje à região para ajudar na identificação da causa do fenômeno.Segundo o assessor de comunicação do Ibama no Pará, Edson Gillet, estão envolvidos nas análises a Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente do Pará e as Universidades Federais do Pará e de Brasília, que fará a análise laboratorial da água. Espera-se chegar as causas do problema até amanhã. ?Não há nenhum indício aparente da fonte de contaminação, que pode até ser um fenômeno natural?, disse.

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2003 | 15h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.