Muitas pedras da Lua trazidas por Apollo estão perdidas

Washington presenteou 135 países com as rochas trazidas pelas duas missões lunares de 1969 e 1972

AP,

14 Setembro 2009 | 16h48

Atenção, países do mundo: Vocês sabem onde estão suas pedras da Lua?

 

A descoberta de uma pedra da lua falsa no museu nacional da Holanda deveria ser um alerta para os mais de 130 países que receberam presentes dos voos Apollo 11, em 1969, e Apollo 17, três anos depois.

 

Cerca de 270 pedras recolhidas pelos astronautas americanos foram entregues a outros países pela administração Nixon. Mas de acordo com especialistas e pesquisadores consultados pela Associated Press, o paradeiro de algumas dessas pequenas pedras é desconhecido. "Eu não tenho dúvida de que muitas pedras da lua foram perdidas ou roubadas e estão agora em coleções particulares", disse Joseph Gutheinz, da Universidade do Arizona.

 

O Rijksmuseum, mais conhecido por abrigar pinturas holandesas do século XVII, anunciou no mês passado que sua pedra (do tamanho de uma ameixa) havia sido testada e foi descoberto que era apenas um pedaço de madeira petrificada, provavelmente do Arizona. O museu disse ter recebido a pedra do governo de um ex-primeiro-ministro.

 

A verdadeira pedra holandesa está em um museu de história natural, mas a identificação errada levantou questões sobre quão bem os países têm protegido seus presentes de Washington.

 

Pedras da Lua genuínas, embora não tenham nenhum valor mineral, podem alcançar valores de seis dígitos no mercado negro de colecionadores.

 

Das 135 pedras do Apollo 17 presenteadas para nações e seus líderes, apenas cerca de 25 foram encontradas pelo site CollectSpace.com. Isso não significa que as outras estejam perdidas, apenas que os arquivos são incompletos.

Mais conteúdo sobre:
espaçoLua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.