Mulheres com quadris largos vivem mais, diz estudo

Mulheres curvilíneas têm mais chance de ter uma vida longa, diz um estudo realizado na Dinamarca. O Instituto de Medicina Preventiva de Copenhagem descobriu que aquelas com quadris mais largos também parecem menos propensas a sofrerem ataques do coração.Mulheres com largura de quadris inferior ao tamanho 44 não têm essa proteção, dizem eles. Os pesquisadores dizem que a gordura dos quadris contém uma anti-inflamatório natural, chamado adiponectina, que previne o entupimento das artérias.Os pesquisadores dinamarqueses examinaram quase 3 mil mulheres e homens de 35 a 65 anos, entre os anos de 1987 e 1988. As mulheres com quadris mais largos apresentaram 87% menos casos de morte do que as com quadris estreitos. Elas também apresentaram 86% menos chances de sofrerem ataques do coração e 46% menos de desenvolverem doenças cardiovasculares. "Não é o caso de quadris mais largos, mas sim do efeito negativo de quadris estreitos junto com pouca gordura muscular", diz Berit Heitmann, responsável pelo estudo."Gordura nos quadris é diferente de gordura no abdômem. Se você não tem suficiente desta gordura, você corre o risco de sofrer ataques cardíacos." Excesso de gordura na cintura, ou na região abdominal, entretanto é ruim para a saúde e pode ser a causa de uma série de problemas cardiovasculares. Uma maior circunferência nos quadris não significa menos risco para os homens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.