Bento XVI se despediu de fieis nesta quarta
Bento XVI se despediu de fieis nesta quarta

Multidão lota Praça São Pedro para última audiência do papa Bento XVI

Cerca de 50.000 fiéis de vários países solicitaram ingressos gratuitos para a última aparição do papa na Praça São Pedro, no Vaticano

Reuters

27 Fevereiro 2013 | 08h28

PULLELLA - Uma enorme multidão reuniu-se na Praça São Pedro nesta quarta-feira para dizer adeus ao papa Bento 16, um dia antes de ele se tornar o primeiro pontífice em cerca de seis séculos a renunciar. O papa iria realizar sua última audiência geral, como geralmente ocorre, em um auditório fechado, mas a cerimônia foi transferida para a ampla praça para acomodar mais pessoas.

"Ele fez o que tinha que fazer em sua consciência diante de Deus", disse a irmã Carmela, de uma cidade do norte de Roma, que veio para a capital com suas colegas freiras e membros de sua paróquia. Muitos, que chegaram à praça cruzando o rio Tibre e ruas próximas, levantavam bandeiras agradecendo ao papa e desejando-lhe o melhor. Eles vieram de toda a Itália e do exterior.

 

Cerca de 50.000 pessoas solicitaram ingressos gratuitos, mas a multidão era muito maior. "Ele foi muito humilde para fazer isso", disse Carla Mantoni, de 65 anos, de uma paróquia em Roma. "Eu entendo por que fez isso. Ficou claro desde o início que ele estava mais em casa, em uma biblioteca. Um homem muito bom, mas percebeu em seu coração que essa era a coisa certa a fazer para si e para a Igreja e agora ele vai orar, ele vai orar por todos nós", disse.

Apesar dos elogios e simpatia dos fiéis em relação ao papa, muitos católicos ficaram surpresos com a decisão e se preocupam com o efeito que isso terá sobre o futuro de uma Igreja que já enfrenta problemas. O Vaticano disse que Bento 16, que irá na quinta-feira para a residência papal de verão de Castelgandolfo, ao sul de Roma, e a partir desse momento o papado fica vago.

Bento assumirá o título de "papa emérito" e será chamado de "Sua Santidade". Na sexta-feira, os cardeais em Roma começarão reuniões conhecidas como "congregações gerais" para se prepararem para o conclave secreto que vai eleger um novo papa.

Mais conteúdo sobre:
RELIGIAO PAPA DISCURSO FINAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.