Múmia de 200 anos encontrada no Mosteiro da Luz em SP

Os restos foram mantidos em sigilo pelo mosteiro, que entregou a múmia e o esqueleto ao Iphan

REUTERS

26 de fevereiro de 2008 | 18h08

Uma múmia e um esqueleto de cerca de200 anos foram descobertos recentemente em paredes do Mosteiroda Luz, disse nesta terça-feira o capelão do local. Segundo opadre, operários encontraram os restos, provavelmente defreiras, quando combatiam cupins. "Havia rastro dos cupins, e os técnicos entraram nasparedes de dentro do museu para ver o que tinha lá. Foi umagrande surpresa, não sabemos há quanto tempo a múmia e oesqueleto estavam ali", disse à Reuters por telefone o padreArmênio Rodrigues Nogueira, responsável pela Mosteiro da Luz. Encontrados há algumas semanas, os restos foram mantidos emsigilo pelo mosteiro, que entregou a múmia e o esqueleto aoInstituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).O material depois será investigado por arqueólogos eantropólogos ligados ao Museu de Arte Sacra, segundo aassessoria da Arquidiocese de São Paulo. O ambiente no qual o material foi encontrado seráesterilizado, lacrado e desumidificado para evitar riscos àpreservação, completou a assessoria da arquidiocese, queinformou que até 1822 as freiras que habitavam o local eramenterradas ali. O processo de mumificação, no entanto, não faz parte denenhum rito católico. O mosteiro foi fundado e construído em 1774 por freiAntonio de Sant'Anna Galvão, que no ano passado foi santificadono Brasil pelo papa Bento 16. A Igreja Católica paulistanaconsidera o prédio como o mais importante monumentoarquitetônico colonial do século 18 na cidade. O Museu de Arte Sacra, onde foram encontrados a múmia e oesqueleto, é protegido por paredes de taipa e fica na área domosteiro, que é habitado pelas chamadas Irmãs Concepcionistas.Elas se dedicam exclusivamente à oração e ao trabalho e poucosaem dali. (Reportagem de Maurício Savarese)

Tudo o que sabemos sobre:
múmiamosteiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.