Mutação pode ter aumentado perigo da febre aviária

A Organização Mundial de Saúde (OMS) advertiu que os resultados de um novo estudo indicam que o vírus da gripe aviária pode ter sofrido uma mutação no norte do Vietnã, fazendo com que a doença possa agora ser transmissível de uma pessoa para outra.Até agora, as pessoas só têm contraído a gripe em contato com aves doentes.Apesar das suspeitas, cientistas ainda não conseguiram provar que houve essa mutação, e a doença pode estar se espalhando mais no Vietnã simplesmente porque o vírus adquiriu características que permitem que ele seja transmitido mais facilmente de aves para humanos.A BBC teve acesso a uma cópia das conclusões do estudo feito no norte do Vietnã, que convoca os governos a melhorar as medidas de saúde pública que estão sendo tomadas para proteger contra uma pandemia de gripe aviária.PandemiaEsse é o primeiro estudo detalhado da OMS sobre a possibilidade de um novo padrão de transmissão da doença. Desde o fim de 2003, pelo menos 92 pessoas se contaminaram com a gripe ao lidar com aves.No novo estudo, os cientistas constataram que o vírus encontrado no norte do Vietnã tem diferenças mais marcantes em sua constituição genética do que outras cepas do vírus encontradas em outras regiões.Segundo o correspondente da BBC Pallab Ghosh, a preocupação é que a nova forma de infecção, de um ser humano para outro, possa formar a base de uma nova ameaça global.

Agencia Estado,

19 de maio de 2005 | 09h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.