Mutirão tira 10 toneladas de resíduos de rio no litoral

Um mutirão de limpeza realizado no rio Boiçucanga, em São Sebastião, Litoral Norte Paulista, retirou cerca de 10 toneladas de resíduos do local. O trabalho, chamado Projeto Rio Vivo, durou doze horas e reuniu 200 pessoas, entre funcionários municipais, pescadores e voluntários. Além da limpeza o grupo também plantou 2 mil mudas de plantas nativas ao redor do rio e orientou cerca de 500 estudantes para a conservação dos rios que desembocam nas praias de São Sebastião. Segundo o sub-prefeito da Costa Sul, Wagner Teixeira, o trabalho foi intenso, mas o grupo só conseguiu percorrer 600 metros do rio. "Por este motivo vamos continuar o mutirão a partir de sexta-feira e devemos percorrer os quatro quilômetros que restam". Teixeira afirmou que o mesmo mutirão será feito com os outros rios que desembocam nas praias de Maresias, Comburi, Juquehy, Barra do Una e Barra do Sahy. "A cada dois meses vamos fazer esse trabalho, para que as praias também fiquem limpas". O Projeto Rio Vivo quer também conscientizar os moradores para que não joguem lixo doméstico nos rios. "Trouxemos as crianças aqui, para que aprendam e levem as informações aos seus pais". Os estudantes acompanharam parte da limpeza e ouviram palestras sobre a preservação do meio-ambiente. O sub-prefeito convocou também os turistas para a limpeza do fim de semana.

Agencia Estado,

06 de agosto de 2003 | 18h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.