AFP
AFP

Nasa adia lançamento da cápsula Orion para esta sexta-feira

Série de problemas fez agência cancelar voo previsto para esta quinta; cápsula Orion será usada para enviar astronautas a Marte

O Estado de S. Paulo

04 Dezembro 2014 | 15h55

Uma série de pequenos problemas fez a Nasa, a Agência Espacial norte-americana, cancelar o lançamento da sua nova cápsula espacial, a Orion, ao espaço. O lançamento foi adiado para a manhã desta sexta-feira, 5.

Um barco que estava dentro da zona de exclusão do lançamento, ventos excessivos, problemas com válvulas e a câmera do foguete Delta IV, que tinha pouca bateria, fizeram a equipe de lançamento adiar o voo.

A Orion é a cápsula que a Nasa pretende usar para enviar astronautas para Marte, e depois trazê-los de volta. Desde o último voo do programa Apollo, em 1972, este é o primeiro esforço para levar o homem para além da órbita terrestre baixa.

O voo inaugural da Orion terá curta duração, apenas quatro horas, o suficiente para enviar a cápsula a 5.800 quilômetros no espaço. A cápsula deve dar duas voltas no planeta e depois aterrissar no Oceano Pacífico, próximo à costa mexicana.

A agência espacial preferiu não embarcar a tripulação no primeiro voo, que testará elementos cruciais da nave, como o escudo contra calor, o paraquedas, entre outros. O primeiro voo tripulado da Orion está programado para 2021. O embarque para Marte, para a década de 2030.

"É uma ideia eletrizante explorar o sistema solar", afirmou do espaço o comandante da Estação Espacial Internacional, Butch Wilmore, um hora antes do lançamento ser adiado. "Quem sabe onde isso pode nos levar. Só saberemos com o tempo, mas este já é um passo bastante grande." 

Mais conteúdo sobre:
Nasa Orion

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.