Nasa adia próxima missão de exploração da Lua para 2009

Agência concordou em trocar espaço o LRO no lançamento com satélite da Força Aérea

AP

14 de agosto de 2008 | 18h46

A Nasa adiou o lançamento de uma nave não-tripulada à Lua, com a missão de procurar terrenos potenciais de pouso para astronautas.  O lançamento dessa nave é o primeiro passo do programa da Nasa para mandar astronautas de volta à Lua e, talvez, ainda mais longe. O Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) deveria ser lançado do Cabo Canaveral, na Flórida, no início de dezembro, a bordo do foguete Atlas V. Mas foi adiado depois que a Nasa concordou trocar vôos com a Força Aérea, que mandará um protótipo espacial.  O porta-voz da Nasa, Grey Hautaluoma, disse que uma nova janela de lançamento se abrirá dia 27 de fevereiro de 2009, aliviando a pressão e fornecendo mais possibilidades de lançamento.  "Quando olhamos para o custo-benefício, nos pareceu uma escolha sábia", afirmou. Funcionários da Nasa insistem que poderiam ter preparado tudo para a data inicial. O atraso vai custar à agência até US$ 7 milhões por mês. Hautaluoma disse que o custo adicional vai ser contabilizado nas reservas do programa. A troca significa que a Nasa não vai cumprir a meta da administração Bush, de explorar a Lua com uma sonda mecânica até o fim do ano. A Nasa planeja levar astronautas à lua antes de 2020.  De acordo com a Nasa, a fabricante do foguete, United Launch Alliance, falou com a agência sobre a possibilidade da troca de datas com a Força Aérea, que está preparada para lançar seu satélite X-37B.

Tudo o que sabemos sobre:
espaçociênciaNasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.