Nasa anuncia estudo para uso de energia atômica em Marte

A agência espacial dos EUA, a Nasa, divulgou uma proposta de estudo de impacto ambiental para o uso de energia nuclear na exploração do planeta Marte. Segundo a Nasa, o Programa de Exploração de Marte deverá se valer de todas as janelas de lançamento - períodos que se repetem a cada 26 meses, em que as posições relativas entre a Terra e Marte tornam mais econômico o envio de naves para o planeta vermelho - entre 2005 e 2020 para sondar Marte com veículos orbitais e de desembarque, preparando terreno para uma possível missão com astronautas mais à frente.Material radioativo, segundo a proposta, poderá ser usado para gerar energia, calor ou fazer a calibragem do equipamento a ser enviado a Marte. Uma missão prevista para 2009, chamada Mars Science Laboratory, deverá sondar o subsolo marciano em busca de água e prevê o uso de energia nuclear. A partir de 2011, missões seriam enviadas para trazer amostras de solo marciano de volta à Terra.

Agencia Estado,

22 de abril de 2004 | 16h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.