Nasa cancela pela 5ª vez envio de astronautas ao Hubble

Computador para substituir unidade que apresentou defeito não ficararia pronto a tempo para missão

EFE,

31 de outubro de 2008 | 18h39

As autoridades da Nasa decidiram adiar, por tempo indeterminado, a quinta e última missão de manutenção do telescópio Hubble, prevista originalmente para fevereiro, anunciou a agência espacial americana em comunicado. A manutenção deveria ser feita pelos tripulantes do ônibus espacial Atlantis, que seria lançado com esse propósito.   O documento acrescentou que a decisão foi tomada após uma avaliação do trabalho necessário para preparar, a tempo, uma unidade de processamento dados que deveria ser instalada no observatório. Essa unidade substituirá a que sofreu defeito em setembro, o que obrigou ao adiamento da missão originalmente prevista para 14 de outubro.   "Fizemos todas as análises e determinamos que não podemos estar prontos para o lançamento de fevereiro", disse Jon Morse, diretor da Divisão de Astrofísica da Nasa em Washington. "Trabalharemos estreitamente com o Programa de Naves a fim de desenvolver os detalhes para uma nova oportunidade de lançamento", acrescentou.   O telescópio, considerado um dos instrumentos mais valiosos e produtivos da astronomia, foi instalado em sua órbita pela nave Discovery em abril de 1970. O Hubble registrou uma série de problemas que obrigaram a agência espacial a fazer quatro missões de manutenção e reparos, principalmente de seus espelhos e giroscópios.   O Hubble transmitiu milhares de fotografias e informação sobre o espaço nunca antes obtida da superfície terrestre, devido à distorção atmosférica.   Apesar dos problemas, o observatório retomou esta semana suas operações e transmitiu uma espetacular fotografia de duas galáxias a mais de 400 milhões de anos-luz da Terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.