Nasa combina poder de 3 telescópios em homenagem a Galileu

Os três grandes observatórios orbitais criam uma visão única de Messier 101, localizada a 22 milhões de anos-luz

da Redação,

17 de fevereiro de 2009 | 18h35

Para comemorar o aniversário de Galileu Galilei, no dia 15 de fevereiro, a Nasa está lançando nesta semana uma imagem da galáxia espiral Messier 101 que combina informações colhidas por seus três Grandes Observatórios - Hubble, Spitzer e Chandra, todos posicionados no espaço, fora da atmosfera da Terra.   Cometa faz passagem única pelo céu do Brasil neste carnaval Astrônomos querem 1 milhão de brasileiros olhando para o céu   Messier 101 é uma galáxia localizada a cerca de 22 milhões de anos-luz, na constelação da Ursa Maior. É maior que nossa galáxia, a Via-Láctea, mas semelhante em muitas maneiras.   A parte da imagem feita pelo Hubble registra a galáxia em luz visível, e mostra um redemoinho de estrelas brilhantes.   Em contraste, a imagem do Spitzer, que registra o espectro infravermelho, enxerga dentro dos braços espirais e revela o brilho das rotas de poeira, onde densas nuvens de material podem dar origem a novas estrelas. Já o Chandra mostra as emanações em alta energia, vindas dos vestígios de estrelas mortas e da vizinhança de buracos negros.   O ano de 2009 foi escolhido como Ano internacional da Astronomia em celebração dos 400 anos das primeiras observações astronômicas feitas por Galileu com o auxílio de uma luneta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.