Nasa confirma retorno à Lua até 2020

Quatro astronautas serão enviados à Lua antes de 2020, a bordo do veículo tripulado que será construído para substituir o ônibus espacial, anunciou nesta segunda-feira o diretor da agência espacial americana, a Nasa, Michael Griffin. O projeto faz parte da nova iniciativa de exploração espacial anunciada pelo presidente George W. Bush após o desastre o ônibus espacial Columbia."Estamos discutindo voltar à Lua em 2018", afirmou Griffin. A permanência dos astronautas deve ser de uma semana, tempo maior que o das missões Apollo, a última das quais aconteceu em 1972, acrescentou.A nova nave, que poderá voar para missões limitadas à órbita terrestre a partir de 2014, substituirá o ônibus espacial, que será tirado de serviço em 2010.A nova arquitetura de missões espaciais proposta pela Nasa prevê que astronautas e carga viajem em veículos independentes, ao contrário do que a conta com o ônibus espacial, um veículo tripulado que conta com um amplo espaço para transporte de carga.A iniciativa de Bush prevê a exploração da Lua como ponto de partida para expandir a presença humana no sistema solar, formando a base para missões, nas próximas décadas, rumo a a Marte e além.

Agencia Estado,

19 de setembro de 2005 | 12h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.